Faturação eletrónica

A Austrália potencia o uso da fatura eletrónica através do plano de negócio digital

australia-fatura-eletronica

O governo australiano traçou um plano para apoiar a digitalização das empresas do país com o objetivo de favorecer a sua competitividade, dinamizar a economia do país e superar os efeitos económicos da pandemia da COVID-19. Parte desse investimento será direcionado para impulsionar a adoção da fatura eletrónica. 
 
O plano de negócio digital, anunciado no passado dia 29 de setembro pelo primeiro ministro da Austrália, atinge os 800 milhões de A$ e pretende aproveitar as vantagens da digitalização para aumentar a produtividade das empresas australianas e criar emprego.
 
A implementação da fatura eletrónica no âmbito das agências governamentais da Commonwealth é uma das linhas estratégicas que compõem o plano para a recuperação económica da Austrália. Concretamente, está prevista uma dotação de 3,6 milhões de A$ para a implementação da fatura eletrónica antes de 1 de julho de 2022.
 
Com a adoção da e-Invoicing pretende-se impulsionar o seu uso entre as empresas fornecedoras da administração pública e promover a passagem da recomendação para a obrigatoriedade de uso por parte das empresas. 
 
As vantagens da fatura eletrónica estão em linha com os objetivos do plano de digitalização para a recuperação económica. A implementação deste sistema de faturação favorece a poupança de custos nas empresas tanto pela eliminação do papel como pelo incremento da produtividade. Além disso, reduz os tempos de entrega e de cobrança, graças à eficiência dos processos de emissão e receção, além da prática eliminação de erros na geração e contabilização de faturas. 

No caso da Austrália, a vantagem da redução de tempos de cobrança é reforçada com a aprovação do Decreto Supplier Pay On-Time or Pay Interest Policy, pelo que as administrações públicas que recebam faturas eletrónicas através de PEPPOL comprometem-se a iniciar o pagamento aos seus fornecedores em cinco dias. O único pré-requisito é que os contratos sejam de até 1 milhão de dólares australianos.

 

A fatura eletrónica na Austrália

A Austrália, juntamente com a Nova Zelândia, implantou em 2018 o projeto de faturação eletrónica através do acordo Australia and New Zealand Government Electronic Invoicing Arrangement. 

Este acordo pretende melhorar a produtividade e reduzir os custos nas operações comerciais para ambos os governos e empresas através de um mercado digital único e interoperável. 

O sistema escolhido para o intercâmbio de faturas eletrónicas foi a rede PEPPOL. Desde 2019 todas as empresas e instituições públicas que assim pretendam, podem faturar através de PEPPOL de forma eletrónica quer na Nova Zelândia como na Austrália.

O sistema PEPPOL permite enviar e receber pedidos, faturas, guias de remessa, confirmações de compra ou notas de crédito sob um padrão comum, independentemente do lugar onde se encontram os sócios comerciais.

As empresas e entidades comunicam entre si através de Access Point certificados de cada país.

Os requisitos básicos para operar com o sistema de faturação eletrónica são:

  • Ter um Access Point certificado pelas autoridades PEPPOL do país, capaz de converter as mensagens de acordo com as especificações da rede PEPPOL.
  • Ter, tanto o emissor como o recetor, um software de faturação capaz de transformar as faturas eletrónicas dos seus sistema de gestão no formato padrão PEPPOL BIS Billing 3.0.

A EDICOM foi certificada em 2020 como Access Point para a rede PEPPOL pelo Gabinete de Impostos Australiano (ATO) e pelo Ministério de Comércio, Inovação e Emprego (MBIE) para a Austrália e Nova Zelândia, respetivamente. 

A certificação como PEPPOL Access Point ou terceiro autorizado permite à EDICOM ligar-se à plataforma PEPPOL, através da qual empresas privadas e governos podem trocar documentos eletrónicos de qualquer tipo. 

A EDICOM usa tecnologia PEPPOL própria e independente de terceiros, o que garante flexibilidade e agilidade ao responder aos mercados que implementaram as normas PEPPOL.

Através da solução Electronic Einvoicing Platform, a EDICOM gere as faturas eletrónicas tanto com as administrações públicas como entre empresas privadas (B2B2G), conforme as especificações nacionais, em mais de 70 países.

Saiba mais sobre os potenciais benefícios para a sua empresa.

Contacte um representante da EDICOM.

Pode também estar interessado em ler sobre...

Atualização do estado da fatura eletrónica nos estados federais da Alemanha

Alemanha avança na implementação do e-Invoicing nas entidades públicas e atualiza o seu formato de fatura eletrônica.

Estado da fatura eletrónica B2B em França

Analisamos as características do novo modelo de faturação eletrónica e e-reporting de França.

Tudo o que precisa de saber sobre o sistema NSO de Itália

Como funciona e de que forma deve adaptar-se à plataforma de pedidos eletrónicos de Itália para o Sistema de Saúde estatal.