Características da fatura eletrónica na Polónia

A Polónia anunciou a sua intenção de tornar obrigatório o uso da fatura eletrónica entre as empresas privadas a partir de 2023. No âmbito B2G, é obrigatório para as administrações públicas e voluntário para os fornecedores públicos.

Obrigatoriedade

Obrigatoriedade

No âmbito B2G, desde 2019, todas as administrações públicas da Polónia devem poder receber e gerir faturas eletrónicas. O envio por parte dos fornecedores é voluntário. No âmbito B2B, será obrigatório a partir de 2023.

 

Sistema Saft Polónia

Sistema Saft Polonia

Na Polónia, as empresas devem declarar a sua informação financeira e contabilística através do sistema SAFT. Saiba como funciona o sistema SAF-T na Polónia.

 

Autoridade fiscal

Autoridade fiscal

Urzad Skarbowy.

 

Formato da fatura

Formato da fatura

UBL 2.1 - UN/CEFACT CII – PEPPOL BIS 3.0.

Assinatura digital

Assinatura digital

Não obrigatória.

Armazenamento

Armazenamento

5 anos.

Precisa de saber mais sobre a fatura eletrónica na Polónia?

Contacte um dos nossos especialistas em facturação electrónica.

Informamos que os dados pessoais coletados através deste formulário poderão ser utilizados para contato por qualquer uma das empresas do Grupo Edicom. Da mesma forma, você pode exercer os direitos de acesso, retificação, eliminação, oposição, limitação e portabilidade de seus dados, de acordo com as disposições da política de privacidade.

O nome não pode estar vazio Deve introduzir um número de telefone Selecione o seu país Aceite as condições

A enviar

Por favor, espere. Isto pode demorar vários segundos.

Obrigado por enviar os seus dados!

Preguntas Frecuentes

Com a implementação da fatura eletrónica B2B, cria-se um novo cenário para a emissão e receção de faturas. No âmbito B2G, a Polónia dispõe de uma plataforma para a troca eletrónica de faturas, encomendas, guias de remessa e notas de crédito. No entanto, já foi anunciada a implementação de um novo portal para a gestão da faturação eletrónica B2B denominado KSeF. Atualmente, ignora-se como será o seu funcionamento e que tipo de relação terá com a plataforma atual B2G.

Todos os contribuintes que devam tributar o IVA.