Compliance,  Faturação eletrónica

Polónia: faturação eletrónica B2B a partir de fevereiro de 2026

polonia-fatura-eletronica

O ministro Andrzej Domański confirmou um novo calendário para a implementação da faturação eletrónica B2B na Polónia através da plataforma nacional KSeF. A aplicação por fases será a seguinte:

  • 1 de fevereiro de 2026, para os grandes contribuintes (mais de 200 milhões de PLN por ano),
  • 1 de abril de 2026, para todos os contribuintes.

O projeto estava inicialmente previsto para 1 de julho de 2024, mas foi adiado. Andrzej Domański, Ministro das Finanças, declarou que foram diagnosticados erros na plataforma KSeF e que seria efetuada uma auditoria informática externa. 

Não obstante, as empresas que assim desejarem podem utilizar a plataforma nacional KSeF, que continua disponível para uso voluntário desde 1 de janeiro de 2022.

Com a introdução da fatura eletrónica o governo pretende avançar na digitalização do sistema fiscal e poder beneficiar das vantagens da sua implementação, do mesmo modo que já o fazem outros países da União Europeia como a Itália, onde a fatura eletrónica B2B é obrigatória desde 2019. 

Sistema Nacional de Faturas Eletrónicas – KSeF

O KSeF é a plataforma central do governo para o envio e a receção de faturas eletrónicas. As empresas devem enviar todas as faturas eletrónicas para o KSeF, onde lhes será aplicado um selo temporal eletrónico (timestamping). Entende-se como fatura estruturada a fatura eletrónica XML gerida através do KSeF. Atualmente, as faturas estruturadas convivem com as faturas em papel e as restantes faturas eletrónicas já em funcionamento no mercado.

Adicionalmente, a plataforma emitirá uma série de avisos que notificarão os utilizadores do número atribuído através do timestamp, da rejeição da fatura ou da impossibilidade de poder emitir faturas, por indisponibilidade do próprio KSeF. 

As faturas poderão ser consultadas e transferidas no formato original ou pdf no portal que, além disso, atuará como repositório, armazenando os documentos eletrónicos fiscais durante 10 anos. 

Cronograma de implementação do KSeF

  • Outubro de 2021: Início do período de testes. Os prestadores de serviços podem participar nos testes do sistema com o KSeF.
  • Janeiro de 2022: Fase voluntária. As empresas podem começar a emitir faturas estruturadas para o KSeF e beneficiar das vantagens fiscais.
  • 1 de fevereiro de 2026 para os grandes contribuintes (mais de 200 milhões de PLN por ano)
  • 1 de abril de 2026 para todos os contribuintes.

Deseja conhecer todos os detalhes sobre a faturação eletrónica B2B na Polónia? Transfira este documento de perguntas e respostas mais frequentes em colaboração com a Deloitte.

Apenas são admitidos domínios corporativos

Os dados pessoais recolhidos serão utilizados pelas empresas do Grupo EDICOM para atender às consultas efetuadas e/ou gerir os serviços solicitados. Você pode exercer os direitos de acesso, retificação, oposição, limitação e portabilidade de seus dados de acordo com as disposições da política de privacidade.

O nome não pode estar vazio É preciso entrar na empresa Deve introduzir um número de telefone É necessário introduzir uma descrição Terá de introduzir a sua posição Aceite as condições

 

Serviço EDICOM Polónia Compliance

A EDICOM oferece uma completa solução para as empresas com presença na Polónia. A plataforma de e-invoicing e vat compliance da EDICOM, permite automatizar todos os processos de faturação e declaração de documentos fiscais tanto B2G como B2B. De forma integrada com o seu ERP, o serviço da EDICOM permite gerar, enviar e receber tanto as faturas eletrónicas B2B a declarar através do novo sistema KSeF, como as faturas eletrónicas dirigidas às administrações públicas polacas através da plataforma central PeF, de acordo com os requisitos legais e técnicos exigidos pelo Ministério das Finanças. 

Além disso, a solução também é capaz de automatizar a emissão dos ficheiros SAF-T para a declaração de informação contabilística. Uma solução integral que ajudará a reduzir os prazos de devolução de IVA, reduzirá os custos de gestão e oferecerá garantias extra de segurança e confidencialidade. 

Benefícios da fatura eletrónica B2B na Polónia

As empresas que decidirem começar a usar faturas eletrónicas de forma voluntária podem beneficiar de algumas medidas especiais:

  • Redução da declaração do IVA de 60 para 40 dias
  • Isenção da declaração do ficheiro JPK_FA

Estas são algumas das vantagens que o governo espera obter com a massificação eletrónica B2B. 

  • Melhorar o ambiente empresarial dos contribuintes através de um acesso mais fácil e rápido aos documentos. 
  • Maior segurança nas transações comerciais graças à estandardização no formato da fatura. 
  • Redução de erros humanos graças à automatização dos processos contabilísticos. 
  • Otimização do controlo fiscal. 
  • Aumento da cobrança de impostos. 

Fale-nos do seu projeto e nós ajudamo-lo

A plataforma de faturação eletrónica e cumprimento do IVA da EDICOM permite automatizar todos os processos de faturação B2B e B2G e de declaração de documentos fiscais.

Contato

Deadlines futuros em Polónia

Mantenha-se a par das datas-chave de entrada em vigor das obrigações fiscais e de faturação eletrónica em todo o mundo.

EDICOM News Portugal | Descobre mais sobre Compliance

Aspetos importantes sobre a fatura eletrónica obrigatória na Zâmbia Smart Invoice

A partir de 1º de julho de 2024 será obrigatório utilizar o sistema de e-Invoicing Smart Invoice implementado pela ZRA

Como é a fatura eletrónica na Colômbia

Analisamos como é a fatura eletrónica na Colômbia, funcionamento, prazos de cumprimento e muito mais.

Faturação eletrónica dos EUA: rede de intercâmbio interoperável DBNAlliance

Os participantes no projeto-piloto para a troca de faturas eletrónicas criaram a Aliança de Redes de Negócios Digitais