Faturação eletrónica

As faturas em papel vão deixar de ser dedutíveis no Egito

fatura eletrónica Egipto

A partir de 1 de janeiro de 2022, as faturas em papel deixarão de ser dedutíveis no Egito. Apenas se poderá deduzir o IVA das faturas eletrónicas.

A nova regulamentação sobre faturas eletrónicas figura no Decreto N.º 125 de 2021, publicado pelo Ministério das Finanças do Egito.

O Egito está em pleno processo de massificação da fatura eletrónica. O governo estabeleceu um modelo de implementação progressivo em função do volume de faturação de todas as empresas que vendem bens ou serviços sujeitos a impostos. No entanto, é possível aderir ao novo sistema de forma voluntária.

Esta decisão enquadra-se no projeto nacional de modernização e automatização do sistema de gestão tributário para facilitar o rendimento de contas por parte dos contribuintes, assim como o controlo fiscal e financeiro.

O Governo estima que, na primeira e na segunda fases de implementação do modelo de faturação eletrónica, tenham aderido mais de 411 empresas. 

 



 

Saiba mais sobre os potenciais benefícios para a sua empresa.

Contacte um representante da EDICOM.

Pode também estar interessado em ler sobre...

A Polónia torna obrigatório o uso da fatura eletrónica B2B

A massificação terá início de forma voluntária em outubro de 2021 e de forma obrigatória a partir de 2023.

O estado da fatura eletrónica no Panamá

Analisamos as principais características e os requisitos do Sistema de Fatura Eletrónica do Panamá (SFEP)

Estado da faturação eletrónica na Escandinávia

Analisámos o estado atual da fatura eletrónica na Suécia, Finlândia, Noruega e Dinamarca.